Fantasticontos, escritos e literários

Blog para contos de ficção científica, literatura fantástica e terror

RESENHA – O Pagamento – Phillip K. Dick


O Pagamento – Phillip K. Dick

É um livro de contos clássicos do autor, composto de doze histórias maravilhosas, sendo que a primeira foi transformada e adaptada em filme de ação hollywoodiano. Deve-se notar que estes contos, escritos nas décadas de 1950 a 1970, muitas vezes refletem a realidade existente naquele intervalo histórico por que passava a humanidade, em especial a sociedade americana.

Em alguns contos, nota-se que o autor explora os sentimentos éticos do momento vivenciado pela sua sociedade e também alguns de seus medos.

No conto de ficção científica, “O pagamento”, o personagem principal, Jennings é um “mecânico de maquinarias eletrônicas” que ao trabalhar para uma empreiteira por um período de dois anos tem a sua memória apagada para que não pudesse se lembrar do que tinha realizado. Ele se vê em uma situação delicada com a policia de segurança da cidade que investiga as ações da empresa que o contratou. A empresa cuja localização era secreta desenvolvia uma sonda temporal que utilizava espelhos para ver o futuro, só que Jennings alterou alguns mecanismos impossibilitando o uso da sonda temporal. O que o dono da empresa visava era uma espécie de revolução contra o status quo existente, onde o estado policial dominava o país. O autor evidencia no conto o medo da época de recrudescimento do estado. A importância da separação entre o público e o privado.

Em “Babá”, relata a utilização de organismos cibernéticos para tomar conta de crianças em uma sociedade futurista, mas estes mesmos organismos quando se encontram e estão sem a presença de seres humanos, se digladiam até a destruição de um ou outro ou ambos, então seus donos compram novas babás, maiores, mais fortes fazendo um ciclo de destruição e aquisição beneficiando as grandes fabricantes dessas máquinas.

Já em “O mundo de Jon” o autor nos leva a uma viagem no tempo. Apresenta um mundo devastado por guerras entre homens, homens–máquinas e depois de máquinas. Um dos personagens principais tem um filho que tem visões de um mundo diferenciado, cheios de plantas e pessoas vivendo em paz, não da calamidade que é sua realidade. O plano seria voltar e roubar os projetos de um tipo de máquina que ajudaria na reconstrução das cidades, mas que seria o primeiro projeto de máquinas com inteligência artificial. Mas o inesperado acontece e acidentalmente eles matam o cientista que projetou a IA e roubam seus projetos. A linha de tempo é mudada e ocorre uma discussão ético-filosófica sobre o direito de mudar as linhas de tempo, mudando o destino da civilização.

Em “Café da manhã no crepúsculo” o autor nos leva a uma vigem no tempo não planejada, para um futuro onde a humanidade está em guerra. Uma família inteira é levada a um futuro incerto através de um lapso temporal, de poucos anos. Nota-se no conto o medo reinante na época em que foi escrito de uma guerra nuclear com a extinta União Soviética.

O conto “A cidadezinha” nos ajuda a compreender o estresse diário vivido pelos trabalhadores da classe média americana. A história de um trabalhador esquecido que monta em sua garagem uma miniatura da cidade aonde mora e que aos poucos vai fazendo em sua maquete as mudanças que considera necessárias para transformá-la na cidade ideal, o que consegue ao transmutar a realidade que vive na realidade que deseja.

“O pai-coisa” é um conto fantástico onde um garoto descobre que seu pai foi substituído por uma criatura de origem vegetal igual a ele. Com a ajuda de dois amigos eles descobrem que quem orquestrou a substituição foi um tipo de inseto inteligente e eles resolvem destruir a criatura. É um excelente conto.

Em “A cerca de cromo” o autor nos remete a um mundo do futuro onde existe uma rivalidade entre dois grupos, os naturalistas e os puristas, cada qual com suas idéias e ideais. O foco principal da discussão sugerida pelo autor nos leva a argumentar sobre o poder dado a um só partido político ou entidade que está ou poderá estar acima da lei, ou pior ainda, usar dessa lei para se manter eternamente no poder.

O conto “Autofab” assim com alguns outros nos leva a um mundo destruído por guerras e governado e mantido por máquinas (robôs). Nesse conto vemos a luta dos humanos restantes para assumir a gestão de suas próprias vidas. Tem um final muito interessante onde o autor nos mostra sua preocupação com a miniaturização das máquinas (nano máquinas).

Em “Os dias de Pat Prafrente”, vemos também um mundo destruído onde os humanos restantes recebem pacotes com alimentos e outros gêneros de colônias e estes sobreviventes passam seus dias jogando jogos como o Pat Prafrente e Conie Companheira e quando tentam modificar o tipo de vida são expulsos de seus abrigos.

“Plantão” é um conto interessante onde descreve a história de um homem que é indicado por um sindicato para ser o presidente de plantão de uma nação. Quando se dá conta, o computador central que domina os destinos de todos é desligado e ele assume os deveres de presidente de fato e tem pela frente uma falada invasão alienígena. O autor então dá uma guinada radical ao expor os desejos de poder de um apresentador que se transveste de palhaço e do presidente de plantão, onde os mesmos planejam entrar no poder e continuar no poder respectivamente. Visualiza-se com facilidade a questão da ética na política, tanto nas campanhas como no uso do poder, da máquina do Estado e a importância da democracia.

O conto “Uma coisinha para nós, temponautas” observa o temor existente na época sobre os perigos das viagens no tempo, os riscos existentes em se ficar preso em um looping temporal e permanecer ali para a eternidade. Evidencia também a questão da saúde mental e do preparo desses homens.

Em “As pré pessoas” o autor cria um debate e nos incita a pensar a questão do aborto e até onde este tipo de ação pode ser levado. No conto, os seres humanos só são considerados como pessoas após os doze anos de idade, antes são pré pessoas. No conto observa-se o medo das crianças que são capturadas como hoje o são os animais de estimação por carrocinhas.

O conto “As pré pessoas” traz um debate interessante sobre até onde o estado acobertado por leis indignas pode ir. Deixo bem claro que são contos onde cada leitor tem direito à sua opinião sobre os assuntos abordados pelo autor.

Vale a pena salientar que o filme é bem diferente do primeiro conto do livro – o pagamento, inclusive nas motivações dos personagens. O filme que é de qualidade excelente tem um final muito diferente da obra do autor, mas em hipótese alguma desmerece o filme.

Este livro foi escrito entre os anos de 1953 até 1974, período muito conturbado da história da humanidade, estendendo-se para a política e a economia das diversas nações. Isso influenciou muito os textos, mostrando em diversos contos as preocupações da época com holocausto nuclear, fim da civilização, extermínio da raça humana.

É uma leitura extremamente agradável que não cansa, com diversos momentos históricos, que deixaram de ser realidade em nosso cotidiano.

Titulo: O Pagamento. Em inglês: Paycheck: Classic stories by Philip K. Dick

Tradução: Alexandre Raposo, Sylvio Gonçalves Jorge Luis Calife e E. Barreiros.

Editora Record.

Ano: 2004

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 6 de março de 2012 por em Resenhas e marcado , , .

A saga de um andarilho pelas estrelas

DIVULGAÇÃO A pedido do autor Dan Balan. Sinopse do livro. Utopia pós-moderna, “A saga de um andarilho pelas estrelas” conta a história de um homem que abandona a Terra e viaja pelas estrelas, onde conhece civilizações extraordinárias. Mas o universo guarda infinitas surpresas e alguns planetas podem ser muito perigosos. O enredo é repleto de momentos cômicos e desconcertantes que acabam por inspirar reflexões sobre a vida e a existência. O livro é escrito em prosa em dez capítulos. Oito sonetos também acompanham a narrativa. (Editora Multifoco) Disponível no site da Livraria Cultura, Livraria da Travessa, Editora Multifoco. Andarilho da estrela cintilante Por onde vai sozinho em pensamento, Fugindo dessa terra de tormento, Sem paradeiro certo, triste errante? E procurar o que no firmamento, Que aqui não encontrou sonho distante Nenhum outro arrojado viajante? Volta! Nada se perde com o tempo... “Felicidade quis, sim, encontrar Nesse vasto universo, de numerosas, Infinitas estrelas, não hei de errar! Mas ilusão desfez-se em nebulosas, Tão longe descobri tarde demais: Meu amor deste lugar partiu jamais!”

Divulgação

Bom dia.
Aproveito este espaço para divulgar o livro da escritora Melissa Tobias: A Realidade de Madhu.

- Sinopse -

Neste surpreendente romance de ficção científica, Madhu é abduzida por uma nave intergaláctica. A bordo da colossal nave alienígena fará amizade com uma bizarra híbrida, conhecerá um androide que vai abalar seu coração e aprenderá lições que mudará sua vida para sempre.
Madhu é uma Semente Estelar e terá que semear a Terra para gerar uma Nova Realidade que substituirá a ilusória realidade criada por Lúcifer. Porém, a missão não será fácil, já que Marduk, a personificação de Lúcifer na Via Láctea, com a ajuda de seus fiéis sentinelas reptilianos, farão de tudo para não deixar a Nova Realidade florescer.
Madhu terá que tomar uma difícil decisão. E aprenderá a usar seu poder sombrio em benefício da Luz.

Novo Desafio EntreContos

Oi pessoal, o site EntreContos - Literatura Fantástica - promove novos desafios, com tema variados sendo uma excelente oportunidade de leitura. Boa sorte e boa leitura.

Publique aqui.

Convidamos você que gosta de escrever contos e mini contos dos gêneros de ficção científica, literatura fantástica e terror a nos enviar seus trabalhos para serem publicados neste site, com os créditos ao autor, é claro.
PARTICIPE!

Divulgação

Prezados leitores e colegas. Faço uso do post para divulgar os trabalhos de nosso colega Luiz Amato no site Wattpad.

Literatura fantástica, ficção cientifica, terror

Espaço dedicado à escrita e leitura deste gênero literário.

Estatísticas do blog

  • 87,369 hits

Arquivos

Categorias

Publique aqui.

Convidamos você que gosta de escrever contos e mini contos dos gêneros de ficção científica, literatura fantástica e terror a nos enviar seus trabalhos para serem publicados neste site, com os créditos ao autor, é claro.
PARTICIPE!

Divulgação

Prezados leitores e colegas. Faço uso do post para divulgar os trabalhos de nosso colega Luiz Amato no site Wattpad.
%d blogueiros gostam disto: